Chocolate brasileiro: oportunidades internacionais

A globalização trouxe a necessidade de expandir os horizontes comerciais, com a busca por novas oportunidades de negócio em diferentes partes do mundo. Nesse contexto, o mercado brasileiro tem potencial para se destacar em diversas áreas, e uma delas é a indústria do chocolate.

No entanto, muitos países ainda desconhecem o potencial do chocolate brasileiro, e é nesse cenário que o coreano Jaehun Shin, aluno do MBA USP/Esalq, identificou uma grande oportunidade de comércio entre Brasil e Coreia.

Jaehun vive no Brasil há aproximadamente quatro anos e trabalha na Divisão Comercial do Consulado da Coreia. Saiba mais sobre a pesquisa desenvolvida pelo aluno em seu TCC do MBA em Agronegócio USP/Esalq!

Leia mais: Confira os melhores TCCs do IV MBX

O potencial do chocolate brasileiro

Enquanto a Coreia importa produtos agrícolas do Brasil, como soja e milho, há um grande desconhecimento em relação ao chocolate brasileiro. A Coreia não produz cacau e depende de países europeus e dos Estados Unidos para suprir sua demanda. É aí que reside o potencial do chocolate brasileiro, que abrange todas as etapas da indústria, desde a plantação de cacau até a finalização do produto.

Jaehun identificou essa lacuna e utilizou ferramentas de análise de dados para intensificar sua pesquisa em seu TCC, com foco em um dos melhores cenários possíveis: a Amazônia. A região amazônica possui condições climáticas e de solo ideais para o cultivo de cacau de alta qualidade, o que resulta em chocolates diferenciados e saborosos.

Chocolate em diversas formas e processos para simbolizar os produtos da indústria do chocolate brasileiro.
A indústria do chocolate brasileiro tem potencial em negócios com a Coreia, de acordo com pesquisa

Leia mais: O que é MBA em Agronegócios?

Divulgar e estreitar os laços comerciais

Motivado por sua pesquisa e pela oportunidade identificada, o aluno diz que tem como missão divulgar o potencial do chocolate brasileiro na Coreia e estreitar os laços comerciais entre os dois países. Ele acredita que, ao apresentar os benefícios de importar chocolate diretamente do Brasil, será possível fortalecer essa parceria bilateral e promover um comércio mais diversificado e vantajoso para ambos os países.

Leia mais: O Agronegócio brasileiro e as relações internacionais depois de um ano de pandemia

Sobre a Revista E&S

A revista realiza uma série de publicações com temas técnico-científicos, com o objetivo de divulgar artigos inovadores e na área de Gestão e Educação. As matérias contemplam instituições de pesquisas, universidades, produtores rurais, empresários, consultores, gestores e demais interessados nos temas propostos pela revista, que faz parte da Editora Pecege.

Conheça a Editora Pecege

A editora desenvolve diversos tipos de serviços e materiais – de revisões, formatações, produção gráfica e publicações de textos técnicos, científicos e acadêmicos nas áreas de Agro, Educação e Gestão no formato de artigos e produção de conteúdo, livros, séries, TCCs, anais, entrevistas, entre outros, em diferentes idiomas -, a fim de oferecer ao seu público materiais de qualidade.

Para conhecer mais sobre a pesquisa e os insights de Jaehun Shin, convidamos você a assistir a uma entrevista exclusiva com o autor do TCC na Revista E&S. Nessa entrevista, Jaehun compartilha suas descobertas, fala sobre o potencial do chocolate brasileiro e como o Brasil pode se posicionar como um fornecedor de chocolate de qualidade para a Coreia. Confira!

Você também pode gostar desses conteúdos:

Autor (a)

Letícia Santin
Letícia Santin
Jornalista, gosto de leituras que me cativem e de aprender de tudo um pouco. Minhas experiências profissionais com comunicação me fizeram apreciar a transmissão de conhecimentos e ideias de uma forma descomplicada e acessível. No meu tempo livre, gosto de fazer maratonas de filmes e séries, meditar, desenhar e cozinhar.

Compartilhar