sexta-feira, setembro 30, 2022

Comprar ou não na Black Friday?

Criada pelos americanos e copiada pelos brasileiros, a Black Friday, que acontece na próxima sexta-feira (25), ainda gera dúvida nos consumidores. A desconfiança se dá porque, em edições anteriores, lojistas aumentaram os preços dos produtos para aplicarem descontos, faltaram mercadorias para atender a demanda, além da demora na entrega. Mas será que as coisas mudaram e, neste ano, vale a pena comprar durante a Black Friday?

Já que a Black Friday brasileira foi até apelidada de “Black Fraude”, os consumidores estão mais atentos aos descontos e mais críticos antes das compras. Para Luciana Florêncio, professora da disciplina Comportamento do Consumidor no MBA em Marketing USP/Esalq, a própria internet e a mídia estão alertas, o que permite que o consumidor possa obter informações para tomar melhores decisões de compra. “Cito aqui os diversos sites que permitem a postagem de reclamações, dando mais informações ao consumidor e poder na hora da decisão”, completou.

Um exemplo de site, que monitora as ações dos lojistas nessa época do ano para a Black Friday Brasil 2016, é o Reclame Aqui, que organizou uma verdadeira equipe de fiscalização. O site está acompanhando os preços de mais de 1.200 produtos considerados os mais desejados nas lojas online do Brasil. Você pode conferir o trabalho deles aqui.

Com a expansão desses serviços e o uso das redes sociais, o consumidor tem cada vez mais voz e poder. A comunicação entre empresas e consumidores precisa ser cada vez mais clara e ética evitando esse tipo de desgaste. “Quanto mais pessoas ficarem cientes dos seus direitos de consumidores maior será o seu poder diante das empresas”, afirma a professora.

Para quem ainda está se perguntando se realmente vale a pena comprar durante a Black Friday, Luciana deixa um conselho: “A melhor dica antes de comprar na ocasião é a pesquisa de preços offline e online, e claro, planejamento de compras. É preciso definir um teto de gastos e depois alocar esse recurso da melhor forma possível. A forma mais racional de fazer isso é por meio da pesquisa de preços, assim o consumidor não é pego comprando o desnecessário, ou comprando gato por lebre. Quanto mais as empresas perceberem o benefício dos descontos para sua gestão de estoque ou mesmo para atrair novos consumidores, maior será a utilização correta desta ferramenta. As empresas precisam se organizar financeiramente para participar de ações como essa.”, finaliza.

E você, vai aproveitar as promoções? Nos conte nos comentários!    

Compartilhar