quarta-feira, agosto 10, 2022

7 etapas para gestão do custo de produção agrícola

A gestão do custo de produção pode proporcionar ao produtor maior geração de informações de sua propriedade, apoiando no planejamento, formulação de novas estratégias e tomadas de decisões para o empreendimento. Para a implantação e controle de um sistema de custeio eficiente e eficaz, o produtor deve seguir as seguintes etapas:

1 – Caracterização da empresa

Gestor deve identificar tamanho, tipo de atividade, natureza jurídica, diversificação e especialização do empreendimento.

2 – Análise do layout da empresa

O layout demonstra a disposição física dos equipamentos, dentro das áreas existentes no empreendimento agro, ou seja, é a maneira como os homens, máquinas e equipamentos estão dispostos. Essa disposição física contribui para o ordenamento do processo produtivo, desde que, adequado aos tipos de produtos e ao tipo de produção, que a propriedade adota.

3 – Identificação de produtos e materiais utilizados

Depois de levantados todos os materiais necessários para a produção agrícola, é necessário verificar a quantidade, o preço unitário e o preço total de cada item. Por meio da identificação desses produtos e materiais é possível verificar as quantias físicas utilizadas, na produção, e as que estão em estoque, organizando a entrada e saída.

4 – Análise do sistema de custeamento

Um sistema de custeio consiste na identificação, análise e alocação de custos a determinada atividade da produção agrícola, visando à identificação e alocação dos custos totais e custos críticos de produção, controlando os custos totais de produção.

5 – Identificar e levantar os componentes do custo de produção

Para isso, é importante verificar todas as atividades desenvolvidas necessárias para a produção de determinado produto, e todos os materiais, serviços e equipamentos necessários para o mesmo. O gestor rural pode utilizar diversas ferramentas, uma delas são as fichas de apontamentos, que auxiliarão a identificar quais são e onde estão sendo alocados os recursos da atividade agrícola.

6 – Estabelecimento de custos fixos e variáveis

Nessa etapa, é necessário identificar os custos fixos e variáveis, já que o custo total é composto pela soma dos custos fixos totais e variáveis totais. Para o início das coletas de dados referentes aos custos, sugere-se os custos fixos ou custo mínimo de mantimento da propriedade.

7 – Gestão e controle do custo de produção agrícola

O controle consiste em verificar se as atividades que são executadas estão de acordo com o planejamento. Para isso, o gestor rural deve acompanhar todas as atividades que estão sendo realizadas, e pode ter conhecimento dessas através de relatórios e reuniões com a sua equipe.

As etapas completas para o desenvolvimento da gestão do custo de produção agrícola fazem parte do curso de Gestão Integrada de Fazendas.

 Inscreva-se aqui.

Compartilhar