quinta-feira, setembro 29, 2022

Canvas: conheça os modelos para negócios e projetos pessoais

O desenvolvimento de um projeto pode ser otimizado com o uso de ferramentas adequadas. O Canvas é uma delas e auxilia o empreendedor, por exemplo, a elaborar seu modelo de negócios de forma simplificada, através de um mapa visual pré-formatado em diversos campos. O mesmo vale para projetos pessoais. “O Canvas é um fluxo de processos e coloca, em uma só tela, tudo aquilo que você precisa desenvolver para determinado projeto”, explica o professor João Carlos Boyadjian, do MBA em Gestão de Projetos USP/Esalq, que ministra aula sobre o tema. Ao preencher espaços em brancos com respostas sobre quais são as propostas da empresa, planos, parcerias, atividades-chave, entre outras, é mais fácil conceituar como a empresa ou o projeto irá operar e gerar valor ao mercado. O Canvas é baseado em um processo neurolinguístico e está embasado em mapas mentais. “Nossa mente consegue visualizar melhor através de um fluxo de processos. É nesta base que o Canvas está focado”, afirma Boyadjian. Carol Shinoda, professora e uma das coordenadoras do MBA em Gestão de Projetos USP/Esalq, reforça que vários modelos de gestão estão baseados em Canvas. Três deles, com base em livros, são os mais conhecidos: BMG (Business Model Generation), BMY (Business Model You) e PM (Project Model) Canvas. “Canvas quer dizer tela e há vários modelos de gestão que se baseiam em nele. A grande sacada foi utilizar esses modelos para atingir alguns objetivos de gestão.”  

Conheça melhor os modelos de Canvas:

 BMG

O Canvas BMG é utilizado para estruturação de negócios. “O BMG foi lançado para desenharmos um modelo de negócios, ou seja, como uma startup, uma empresa que está nascendo, gera valor, por exemplo”, explica Carol. O BMG é mais utilizado por empreendedores e administradores. O quadro contém nove campos: – segmento de clientes; – oferta de valor; – canais; – relacionamento; – fonte de receita; – recurso-chave; – atividade-chave; – parceiros-chave; – estrutura de custo  

BMY

O Canvas Business Model You é mais voltado à estruturação de modelo de negócios pessoais (você como negócio). É mais utilizado por pessoas interessadas em autoconhecimento, coaches e gestores. Seus campos incluem perguntas/respostas sobre: – quem é você/ o que você faz? – quem você ajuda? – como você os ajuda (qual valor agrega)? – o que você entrega? – como você interage? – quem ajuda você? – o que você ganha? – o que você dá?  

PM Canvas

O Project Model Canvas é destinado a planejamento de projetos e, por isso, costumeiramente mais utilizados por gerentes de projetos (pessoais ou corporativos). Os blocos são formados por perguntas como: – pitch (resumo do projeto); – justificativa; – objetivo smart; – benefícios; – produto; – requisitos; – stakeholders; – equipe; – premissas; – grupos de entrega; – restrições; – riscos; – linha do tempo; – custos;  

Benefícios

Carol Shinoda reforça que todo profissional pode se beneficiar com os modelos de Canvas. “O BMG de uma empresa não muda muito, mas ela pode ter diversos PM Canvas, porque são propostas de como você organiza seu pensamento para fazer um projeto acontecer”, cita. Como profissional, é muito válido entender qual seu modelo de negócios, sua proposta de valor, reforça a professora. “E quando você for fazer um movimento, algo novo, aí se usa o PM Canvas”, diz.   Você gostou do tema? Saiba mais sobre o que é MBA USP/Esalq em Gestão de Projetos.

Autor (a)

Compartilhar