quinta-feira, agosto 11, 2022

Finanças e comercialização são áreas promissoras no agronegócio

O ano de 2017 foi promissor para o agronegócio, com geração positiva de empregos, o que deve permanecer em 2018. O Next reuniu dicas que ajudam quem está em busca de emprego e/ou de recolocação no mercado agro. De acordo com o professor do MBA USP/Esalq em Agronegócios, Carlos Bacha, deverão surgir boas oportunidades na área para os profissionais conhecedores do agronegócio que também entendam de finanças e de comercialização. Ele cita que, com a queda da taxa básica de juros, a Selic, e a manutenção em patamar relativamente alto dos juros do crédito rural, haverá mais demanda por profissionais da área financeira que atuem em trabalhos relacionados a alternativas de financiamento da agropecuária, que compõe o agronegócio – o que compreende, por exemplo, negociações com CPR (Cédula de Produto Rural), CRA (Certificado de Recebíveis do Agronegócio), CDCA (Certificado de Direitos Creditórios do Agronegócio) – além de comercialização interna e externa. “O profissional (que busca recolocação ou novo emprego) deve se familiarizar com os novos instrumentos de financiamento e comercialização do agronegócio e estar atento à sua aplicação no setor”, recomenda Bacha.  

Qualificação

Ele aponta que a falta de qualificação suficiente também costuma ser empecilho para quem procura uma oportunidade ou quer voltar ao mercado de trabalho. Por isso, a dica é manter-se sempre atualizado. “Muitas escolas não ensinam, em nível de graduação, aspectos de financiamento e comercialização do agronegócio ou como sua organização (uma empresa, por exemplo) se insere na economia e como sua dinâmica afeta a organização. Cursos de especialização são o caminho mais rápido e eficiente para adquirir tais conhecimentos”, reforça o professor do MBA USP/Esalq. Para ele, profissionais com conhecimento holístico (do todo) do comportamento da economia e da inserção da organização na economia, além de profundos conhecimentos sobre finanças e comercialização têm mais chances de conseguir oportunidades no agronegócio, informa Bacha.  

Outras dicas

Outra ferramenta importante para quem busca se recolocar no mercado de trabalho é manter contato com profissionais que já atuam na área pretendida, fazendo um networking estratégico. Ser flexível e se adaptar à realidade do mercado também pode acelerar o processo de retorno ao trabalho com carteira assinada. Escrever artigos sobre assuntos da área de domínio em ferramentas como LinkedIn também pode contribuir – e muito – para o currículo. Gostou do tema? Saiba mais sobre como se recolocar no mercado de trabalho  

Saiba mais:

 MBA em Agronegócios USP/Esalq Certificação USP Duração: 18 meses Aulas e provas online (Exceto a última prova do curso, que será aplicada de forma presencial, no campus da USP/Esalq, em Piracicaba (SP), junto à defesa da monografia). Formação superior completa obrigatória Inscrições em http://mbauspesalq.com/pt/cursos/agronegocio/

Autor (a)

Compartilhar