sexta-feira, dezembro 2, 2022

Como fazer marketing para pequenas empresas

No mundo dos negócios, a palavra de ordem é planejamento. Sejam pequenas ou grandes empresas, para obter sucesso é preciso estudar o mercado, se estruturar e programar suas ações em curto, médio e longo prazo. No caso do marketing, não é diferente.

Muitos se enganam acreditando que marketing é só propaganda, que dá muito trabalho e custa caro, restringindo-se apenas às grandes corporações. É verdade que ter um plano de marketing bem estruturado e eficaz é um trabalho árduo, mas é aplicável a micro e pequenas empresas, sim.

Afinal, são elas que representam grande parte dos negócios no Brasil. Segundo pesquisa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio SP), do total de empresas atuantes no comércio varejista, 97% são micro e pequenas. Já no atacado a proporção é de 93%.

“Para toda empresa, mesmo que ela seja uma microempresa, investir em marketing é fundamental. Porque marketing é a espinha dorsal do negócio, de qualquer negócio. A primeira coisa que a empresa precisa fazer é se organizar, entender como o marketing pode ajudar o negócio dela”, afirma Alessandro Basile, professor de Plano de Marketing do MBA USP/Esalq em Marketing.

Uma etapa importante desse processo de aprendizado sobre o mundo do marketing para você, microempresário, é entender que não existe só propaganda. O professor Basile alerta: “A propaganda é só um pedaço. O negócio precisa estar estruturado do ponto de vista de marketing, ou seja, precisa ser pensado para atender o mercado e qual a melhor forma de atender seu público-alvo. Marketing é uma série de atividades e não somente comunicação”.

Com a elaboração de um plano de marketing estruturado desde o começo do negócio, o empresário percebe que o produto, o preço, a forma como ele e os funcionários atendem os clientes, a propaganda, o ponto de vendas, tudo isso faz parte de um processo de marketing. “A grande confusão é essa: as pessoas acham que marketing é só comunicação, mas não é isso. E por isso muitos dizem que não têm recursos para investir”, relata o professor.

De um modo geral, para começar um negócio hoje, fique atento às dicas do professor:

  • É importante primeiramente pensar em um nome bom. “Um nome que seja fácil das pessoas reconhecerem e que de preferência diga alguma coisa sobre o seu negócio”;
  • Elabore uma identidade visual que transmita o que o seu negócio deseja de fato passar para o público-alvo. “Tem muito empresário que faz tudo levando em consideração o seu gosto pessoal e não do ponto de vista do seu consumidor. Isso é um erro e assim gera um gasto que não dá certo”;
  • Seja diferente do seu concorrente. “O empresário precisa entender claramente o que ele vai fazer para suprir a necessidade de alguém e onde ele vai ser diferente dos seus concorrentes. Várias pequenas empresas fecham e quebram em pouco tempo de vida porque não fizeram o planejamento e o negócio não está voltado ao mercado”.

E então, percebeu que marketing abrange todas as etapas do seu negócio? Tem alguma dúvida? Deixe nos comentários e participe dessa conversa.

   

Compartilhar